UNIVERSO CMDV

Benefícios do Xilitol na Saúde Oral

A cárie dentária é uma doença bacteriana multifactorial, sendo a dieta um dos fatores etiológicos.

Os açúcares desempenham um papel importante na formação da cárie dentária. Uma estratégia que recorra a adoçantes naturais como o xilitol para a substituição dos açúcares, associada a um hábito aceite culturalmente como o mascar de pastilhas elásticas de xilitol (5-10 min) e o uso de drops (rebuçados) de xilitol, torna-se promissora no controlo de cáries.

O USO DO XILITOL NA PRÁTICA CLÍNICA

A evidência encontrada relativa aos efeitos benéficos do xilitol é suficiente para que os profissionais de saúde oral considerem incluir no seu material clínico produtos contendo xilitol para a prevenção da cárie dentária em pacientes e populações de alto risco.

O XILITOL E A TRANSMISSÃO DE STREPTOCOCCUS MUTANS (SM)

Está comprovado que as crianças são infetadas por Streptococcus Mutans (bactérias responsáveis pelas cáries) através dos pais ou mesmo indivíduos não aparentados por transmissão oral.

Porém, a combinação de várias medidas preventivas como as instruções para um bom cuidado na higiene oral, géis de clorohexidina e pastas fluoretadas com fosfato, levam a uma redução dos níveis de SM e consequente transmissão para a criança quer sozinho quer em combinação com outra terapia antimicrobiana. O xilitol desempenha um papel importante na prevenção da degradação dentária em crianças cujos pais apresentam níveis elevados de SM. Isto acontece não só devido aos efeitos redutores nos níveis de SM e efeitos nas propriedades bacterianas durante o período de consumo, mas também devido ao efeito benéfico que parece persistir por longos períodos após o seu consumo.

A clorohexidina e o xilitol podem ser usados com segurança durante o período de gravidez e aleitamento.

O USO DO XILITOL COMO MEDIDA DE INTERVENÇÃO SOCIAL E SAÚDE PÚBLICA

O uso do xilitol como medida de intervenção social, poderá ter efeitos benéficos a nível da saúde pública em geral.

O xilitol é uma substância adoçante que serve como substituto do açúcar em inúmeros alimentos, sendo aceite pela população em geral e útil em outras áreas da saúde, como no controlo da obesidade.

O maior efeito adverso associado ao consumo de xilitol, é a diarreia osmótica (efeito laxativo), o que só ocorre quando o xilitol é consumido em quantidades 4 a 5 vezes superiores ao necessário para a prevenção de cáries, inclusive em crianças.

Nos menores de 4 anos não se recomenda (pastilhas nem drops) por risco de

Além disso, deverá haver guias de recomendação com doses e frequências para o uso do xilitol de forma eficaz.


A realização de consultas regulares de higiene oral, que visam não só o controlo de higiene oral das crianças como também a reeducação dos pais em relação à saúde oral das mesmas, mostra-se de extrema importância na manutenção de dentes saudáveis, resultando numa melhor qualidade de vida.

Drª. Joana Jácome
Higienista Oral
2019-07-08